Você sabe de onde vem a expressão “bug”, usada para se referir aos erros ou falhas que acontecem no computador? Então, o que muitos não sabem é que a palavra é traduzida literalmente como “inseto” e que até hoje ela é usada porque o primeiro bug de computador foi causado por esse animalzinho. Foi em 1947 que uma mariposa entrou na máquina Mark II, na universidade de Harvard, e travou todo o sistema. Ninguém sabia o que estava acontecendo naquele momento que gerou uma pane. A situação se resolveu somente quando o cientista Grace Hopper descobriu o inseto preso em um relê e disse que “estava tirando o bug da máquina”.
O fato gerou tanta repercussão que o cientista colou a mariposa em seu caderno de anotações e escreveu em seu relatório “primeiro caso de bug realmente encontrado”. Esse caderno está guardado até hoje no Museu Smithsonian, nos Estados Unidos. Esses primeiros computadores atraiam muitas mariposas que iam de encontros as lâmpadas de dentro das máquinas. Às vezes, tinham tantos relés com defeitos que eles tinham um profissional trabalhando em tempo integral apenas para trocar as lâmpadas e “consertar esses bugs”.
bug

Assine a nossa newsletter e fique por dentro de tudo o que acontece na Remay!

    Origem do termo "bug", antes do computador

    Apesar do fato ser considerado histórico por ter expandido o uso do termo “bug” no mundo da informática, já havia um primeiro registro encontrado nas notas de trabalho de Thomas Edison com essa expressão, nas quais ele escrevia sobre erros ou interferências no telégrafo. Os trabalhadores na Revolução Industrial já usavam esse termo para se referir aos problemas que ocorriam nas máquinas instaladas em galpões abertos. Os insetos voavam de um lado para o outro nesses espaços e causavam diversos problemas no maquinário.E foi por isso que o termo “bug” hoje se refere a um erro de computador. Aliás, você lembra do “bug do milênio”? Mas isso é tema para outro post…

    Deixe uma resposta