Tecnologia aliada a saúde mental na pandemia

Os recursos tecnológicos foram praticamente salvadores de vida neste período de isolamento social provocado pela pandemia do coronavírus. Não há dúvidas de que a tecnologia ajudou a manter a saúde mental durante a pandemia, em um momento em que ouvimos diariamente sobre novos casos de mortes e de infectados que assolam o mundo todo.

Uma pesquisa do Ministério da Saúde divulgada em setembro do ano passado mostra que 86,5% dos entrevistados estão sofrendo com uma elevada proporção de ansiedade durante a pandemia.

Ao site Vidalink, a psicóloga e hipnoterapeuta Andréia Correia e Silva conta que o isolamento social trouxe consequências para o emocional, já que as pessoas se sentem solitárias e angustiadas, o que pode gerar esses sentimentos de ansiedade.

Tecnologia aliada a saúde mental na pandemia

Por outro lado, não podemos negar que a tecnologia ajudou a aliviar esse sentimento de solidão em que precisou se isolar dentro de casa. As vídeochamadas, por exemplo, se tornaram uma forma de diminuir a distância entre as pessoas e de abraçar, mesmo que de longe, quem costumava estar por perto.

No início da pandemia, o Skype registrou um aumento de 70% no mês de março de 2020 no número de usuários cadastrados e o Zoom teve um aumento de 10 milhões de usuários em dezembro de 2019 para mais de 200 milhões de usuários em abril de 2020.

E as chamadas de vídeo também foram adotadas para quem está trabalhando de home office. Tanto clientes quanto colaboradores podem interagir de qualquer lugar do mundo agora que as ferramentas digitais possibilitam essa aproximação, o que também trouxe um certo respiro para quem não pôde ter contato presencial com mais ninguém.

Outra válvula de escape durante essa pandemia foram as lives que não só entreteram como também trouxeram conhecimento em diversas áreas. Os eventos presenciais foram substituídos pelos virtuais, o que fez aumentar o uso dos smartphones. 

Uma pesquisa do ano passado divulgada pelo Panorama Mobile Time/Opinion Box – Uso de Apps no Brasil mostra que 75% dos internautas brasileiros afirmaram que já assistiram a uma transmissão ao vivo na tela do seu aparelho. Agora os brasileiros possuem conteúdos do seu interesse na palma de suas mãos.

Tecnologia aliada a saúde mental na pandemia-01

Assine a nossa newsletter e fique por dentro de tudo o que acontece na Remay!

    Como os jogos contribuíram para a saúde mental da pandemia

    Os jogos digitais também serviram como fonte de entretenimento para quem está em isolamento social. Além das opções de jogabilidade individuais, ainda há a vantagem dos games servirem como forma de interação durante a pandemia.

    Um exemplo desses jogos que envolvem interação é o Among Us que, mesmo tendo sido lançado em 2018, bateu a marca de 100 milhões de downloads somente em outubro de 2020.

    Sobre esse assunto, ao jornal Correio Brasiliense, a psicóloga especialista em crianças, adolescentes e orientação de pais e responsáveis Soraya Pereira comenta que, para ela, o conceito dos jogos on-line serem prejudiciais para as crianças e jovens é ultrapassado. Para ela, por meio dos jogos on-line, crianças e adolescentes encontraram uma linguagem comum e uma forma de socializar, muitas vezes melhor do que pessoalmente.

    Deixe uma resposta